O 25 de Abril na BE com a Comunidade Educativa



No passado dia 26 de Abril recebemos na nossa BE elementos da nossa Comunidade Educativa que vieram partilhar as suas memórias e experiências, no âmbito do antes e do pós 25 de Abril de 1974, nomeadamente a sua ligação à Guerra Colonial. Os nossos convidados foram o Sr. José António Saavedra (pai de uma aluna), o Sr. José Rodrigues (funcionário da escola de Boliqueime) e o Sr. Matias (amigo de um familiar de uma aluna). Foi com muita emoção que partilharam os sentimentos e as vivências que os unem a esta fase da nossa História de Portugal. A assistência composta por alunos de várias turmas e ciclos, por professores e outros elementos da comunidade educativa esteve muito atenta e participativa na colocação de questões. No final desta actividade, os alunos ofereceram aos convidados e a todos os professores e funcionários que se encontravam na escola de Boliqueime, num gesto simbólico, um cravo vermelho que se fazia acompanhar da frase: "1974-2010 - Da Ditadura à Democracia - Abril Sempre!".
Durante esta semana esteve também patente uma exposição com trabalhos de pesquisa, dos alunos dos 6º anos, da Professora Noémia Coelho, Álbuns de Fotografias de familiares de alunos com fotos da sua estadia na Guerra Colonial e ainda uma exposição de quadros com cartazes que que marcaram , ao longo dos anos, a comemoração do 25 de Abril de 1974.
A todos os que contribuíram para o sucesso desta actividade na nossa BE o Nosso Muito Obrigado.


Os Vampiros de Zeca Afonso


Zeca Afonso foi um notável compositor de música de intervenção, durante um dos mais conturbados períodos da história recente portuguesa. Como compositor, soube conciliar de forma notável a música popular e os temas tradicionais com a palavra de protesto.Em 1987, José Afonso deixou-nos, vítima de doença incurável. Além de ser, juntamente com Adriano Correia de Oliveira, um dos mentores da canção de intervenção em Portugal e um baladeiro/compositor notável, soube conciliar a música popular portuguesa e os temas tradicionais com a palavra de protesto, Zeca trilhou, desde sempre, um percurso de coerência. Na recusa permanente do caminho mais fácil, da acomodação, no combate ao fascismo de Salazar, na denúncia dos oportunistas, dos "vampiros".

A Revolução do 25 de abril explicada aos + novos

Check out this SlideShare Presentation:



O que é que aconteceu aos presos políticos depois do 25 de Abril?

A Literatura e o 25 de abril

Check out this SlideShare Presentation:

Comemoração do 25 de Abril de 1974

“Letra para um hino"

É possível falar sem um nó na garganta
É possível amar sem que venham proibir
É possível correr sem que seja a fugir.
Se tens vontade de cantar não tenhas medo: canta.

É possível andar sem olhar para o chão
É possível viver sem que seja de rastos.
Os teus olhos nasceram para olhar os astros.
Se te apetecer dizer não grita comigo: Não.

É possível viver de outro modo.
É possível transformares em arma a tua mão.
É possível o amor. É possível o pão.
É possível viver de pé.

Não te deixes murchar. Não deixes que te domem.
É possível viver sem fingir que se vive.
É possível ser homem.
É possível ser livre livre livre.”

Manuel Alegre, O canto e as armas


23 de Abril, Dia Mundial do Livro



Este dia foi instituído pela Unesco, procurando encorajar as pessoas “a descobrir o prazer da leitura e a respeitar a obra insubstituível daqueles que contribuíram para o progresso social e cultural da Humanidade”.
A data foi escolhida em função de grandes autores da literatura mundial que nasceram ou morreram neste dia, como é caso de Cervantes, Shakespeare, Inca Garcilaso de la Vega e Vladimir Nabokov.
Nesta data celebra-se, igualmente, o direito de autor, um direito que é reconhecido pela Declaração Universal dos Direitos do Homem (artigo 27º) e pela Constituição da República Portuguesa (artigo 42º). O direito de autor é uma garantia de defesa do património e dos valores culturais.

Dia Mundial do Beijo


Terça-feira, 13 de Abril de 2010
Dia Mundial do Beijo!!!

Para todos os que nos visitam, mil Beijinhos de algodão doce de todas as cores do arco-íris com sabor tuti-fruti...... assim cada um escolhe o sabor que mais gosta!!!!!!

Dia Internacional do Livro Infantil



Um livro espera-te. Procura-o, cresce, aprende e diverte-te com ele...

Páscoa Feliz



SABIAS QUE ...
A Páscoa é sempre no primeiro Domingo depois da primeira lua cheia depois do equinócio de Primavera (20 de Março). Esta data da Páscoa baseia-se no calendário lunar que o povo hebreu usava para identificar a Páscoa judaica, razão pela qual a Páscoa é uma festa móvel no calendário romano.
Também sabias que a ...
Páscoa é dizer "sim" ao Amor e à Vida; é investir na Fraternidade, é lutar por um Mundo Melhor, é Vivenciar a Solidariedade.
(Autoria: Stela Maris Blandino)

A Equipa da BE/CRE
deseja a toda a Comunidade Educativa
uma PÁSCOA FELIZ!!!