A culpa é das estrelas

A culpa é das estrelas

Este livro é de memórias, e o narrador é autodiegético. O livro fala da história de uma rapariga chamada Hazel Grace, que é uma adolescente que passa a vida sentada a ver a sua serie preferida, e a ler. A única diferença entre Hazel Grace e uma adolescente normal, é que Hazel tem cancro nos pulmões. Hazel anda sempre acompanhada por uma botija que lhe fornece Oxigénio. Aos olhos da mãe de Hazel, ela estava deprimida e por essas e outras razões a mãe resolveu metê-la num grupo de apoio, para que pudesse distrair-se e fazer novas amizades. Hazel nunca gostou do grupo de apoio, até ao dia em que conheceu um rapaz que a chamou à atenção. Ele chamava-se Augustus Waters, que tinha uma perna amputada, mas era muito musculado e muito bonito. Eles apaixonaram-se imediatamente um pelo outro, pois eram os dois bastante atraentes. Nesse mesmo dia, em que se conheceram após trocarem algumas palavras, e muitos olhares Augustus convida Hazel para ir a sua casa, nesse mesmo dia, nessa mesma hora. Ela hesitou como é óbvio, pois qualquer pessoa recusaria uma oferta daquelas vinda de um desconhecido. Mas aceitou e foram então para a casa dele. Com o passar do tempo, a intimidade e a proximidade entre Augustus e Hazel foi aumentando. Hazel partilhou todos os seus gostos com Augustus chegando a recomendar-lhe um livro chamado Uma aflição imperiosa. Que era um livro que ela lia praticamente todos os dias. Ele gostou também imenso do livro, e um dos sonhos de Augustus passou a ser conhecer Peter Van Houten que era o autor de Uma aflição imperiosa ( era também o sonho de Hazel). Com o passar do tempo, surge uma oportunidade de eles irem a Amsterdão visitar o seu ídolo…
Se quiserem saber mais, leiam o livro!

Nicole Ponte.

9ºA.

Sem comentários: